Olá amigos e amigas.
Hoje estou aqui para falar algo que muitas vezes não falamos quando o assunto é duas rodas. As viagens com carro de apoio.
O assunto é bem polêmico, pois mexe e muito no conceito de aventura e na hora do planejamento de sua viagem, pode gerar discordâncias como também exclusão de participantes do grupo de viagem devido a posições divergentes.

Antes de qualquer coisa, lembre que a divergência faz parte e a aceitação vai realmente depender de como você esteja à vontade dentro do grupo e nas tomadas de decisão, pois andar em grupo é uma experiência onde amigos podem deixar de ser caso não tenham as mesmas afinidades de pilotagem e preferencia, mas isso será tema de outro artigo futuro.
Vou aqui colocar alguns pontos positivos e negativos de ambos os casos para uma melhor análise.

Quando a opção é levar um grupo maior de pessoas em uma viagem e viagens onde haja garupa onde qualquer plano B que possa ser executado, um carro de apoio para levar bagagens, moto e pessoas sempre será uma opção mais segura e rápida para viagem, mas muita atenção no planejamento da própria viagem do apoio, pois ele não tem a rapidez e agilidade de deslocamento e dependendo do terreno a ser rodado, não tenha como rodar nele. Não ter a mesma mobilidade que uma moto é um fator no planejamento que deverá ser analisado, pois traçar uma rota mais curta e segura, a meu ver, é mais aceitável, já que normalmente as bagagens, reboque e ferramentaria se encontram com ela para aliviar o peso dos motociclistas.

Os cuidados no carro de apoio com os quesitos mecânicos, estar com documentação em dia e ter as permissões para carregar as motos no caso que tenha que trazer apenas ela e não o piloto são os mesmos que temos de ter com a sua moto.
Atenção também ao motorista, pois ele tem que ter a capacidade de poder carregar os equipamentos, malas, como também saber pilotar com carreta de apoio são alguns dos itens básicos e fundamentais para uma viagem. Além de acelerar o processo de check In dos hotéis ou pousadas, dando maior conforto ao dia de rodagem do motociclista.

Lembre sempre de levar um kit de roupa na sua bagagem na moto, pois pode haver atrasos ou mesmo intercorrência que atrasem a chegada da sua mala no local onde irão pernoitar. Não pense que isso não seja problema não, pois mais de uma vez, em viagens que fiz, tive problemas com carros de apoio e isso é um problema enorme. Falha mecânica é a principal ocorrência, mas também acidentes e o mau preparo do condutor para as aventuras grandes são ocorrências fortes.

Lógico que numa aventura onde o risco das motos ou pilotos terem problemas, é certo que o apoio rodará junto, ou melhor, dizendo, “fechando a porteira”, sendo assim mais um ponto favorável à segurança em uma viagem. Se houver um veículo para cada serventia, é melhor sim, mas se a sua proposta for outra, outro planejamento é necessário.
Espero que tenham gostado da leitura.

Abração

Teiga Júnior
#teigadventureficadica


TWO WHEELS TRAVEL. THE SUPPORT CAR.

Hello friends.
Today I’m here to talk about something that we often don’t talk about when it comes to two wheels. Support car trips.
The subject is very controversial, as it changes the concept of adventure and when planning your trip, it can generate disagreements as well as exclusion of participants from the travel group due to divergent positions.

First of all, remember that divergence is part and acceptance will really depend on how comfortable you are within the group and when making decisions, because walking in a group is an experience where friends can stop being if they don’t have the same piloting affinities and preference, but that will be the subject of another future article.
Here I will put some positive and negative points of both cases for a better analysis.

When the option is to take a larger group of people on a trip and trips where there is a croup where any plan B that can be executed, a support car to carry luggage, motorbikes and people will always be a safer and faster option for travel, but a lot of attention in planning the support trip itself, because it does not have the speed and agility of displacement and depending on the terrain to be rotated, there is no way to rotate it. Not having the same mobility as a motorcycle is a factor in the planning that should be analyzed, as tracing a shorter and safer route, in my opinion, is more acceptable, since normally luggage, towing and tooling are with it to relieve the weight of motorcyclists.

The care in the support car with the mechanical requirements, being with documentation up to date and having the permissions to load the bikes in case you have to bring only it and not the rider are the same as we have to have with your bike.
Attention also to the driver, as he must have the ability to be able to load the equipment, suitcases, as well as knowing how to drive with a support cart are some of the basic and fundamental items for a trip. In addition to speeding up the check-in process of hotels or inns, giving greater comfort to the biker’s day of riding.
Always remember to take a kit of clothes in your luggage on the motorcycle, as there may be delays or even complications that delay the arrival of your suitcase at the place where you will stay overnight.
Do not think this is not a problem, because more than once, on trips I made, I had problems with support cars and this is a huge problem. Mechanical failure is the main occurrence, but accidents and poor driver preparation for big adventures are also strong occurrences.

Of course, in an adventure where the risk of motorbikes or riders having problems, it is certain that the support will rotate together, or rather, saying, “closing the gate”, making it another favorable point for safety on a trip. If there is a vehicle for each use, it is better yes, but if your proposal is different, another planning is necessary.
I hope you enjoyed reading.

Hug

Teiga Júnior